Barra Acontece – Ano 5 –As Noticias Fluindo das Correntezas dos Rios: Grande e Velho Chico

Witzel nega novamente vazamento e diz não ter ‘bandido de estimação’

Publicado em: 02/11/2019

“Seja ele de farda, de distintivo, político, filho de poderoso. Não tenho compromisso com a bandidagem”, afirmou governador do Rio de Janeiro

Redação
Rio de Janeiro - O candidato ao governo do estado do Rio, Wilson Witzel ( (PSC/PROS), participa de caminhada no bairro de Campo Grande, zona oeste da cidade.
Foto: Tânia Rego / Agência Brasil

 

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), reafirmou nesta sexta-feira (1º) que não vazou informações sobre a investigação da morte da vereadora Marielle Franco, de acordo com o Estadão.

O presidente Jair Bolsonaro voltou a repetir na quinta-feira (31) a acusação de que o ex-aliado teria tentado prejudicá-lo. Ao se manifestar novamente sobre o assunto, o chefe do Executivo fluminense afirmou não ter “bandido de estimação”.

“Seja ele de farda, de distintivo, político, filho de poderoso. Não tenho compromisso com a bandidagem. Assumi o Estado sem qualquer compromisso com traficante, com miliciano. Todos aqueles que se colocarem na reta da Justiça serão presos, serão investigados”, declarou.

Filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (PSL) é alvo de investigação do Ministério Público do Rio (MP-RJ), que apura a suposta prática dos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa em seu antigo gabinete na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Witzel ainda parabenizou a Advocacia-Geral da União (AGU) por instaurar um procedimento para investigar o vazamento.

“Se não tivesse instaurado lá, eu instauraria aqui, para investigar quem foi o vazador. Que se descubra”, disse.

  • Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *